Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O fumo do meu cigarro

Apenas um outro blog

O fumo do meu cigarro

Apenas um outro blog

Querido diário,

Novembro 17, 2017

Bruno

Andas à espreita. Silenciosa e predatória.

Segue-me, pela Sombra. Dou-te a mão. E abandono-te lá. Sabes o monstro do pântano? Ele existe é dançamos ao luar.

 

Ultimamente não estou em mim. Sinto imensas coisas, que me fazem sentir contrafeito com demasiadas coisas. Não adianta queixar-me, porque no fim ninguém se importa, até te rebaixam.

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D