Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O fumo do meu cigarro

Apenas um outro blog

O fumo do meu cigarro

Apenas um outro blog

Sentir

Fevereiro 27, 2017

Bruno

É muito fácil fantasiar e imaginar que possam sentir amor por mim.

É muito facil fantasiar e imaginar noites de carro, sorrisos, toques, olhares.

É muito fácil divagar e atingir um ponto de loucura.

Depois, é mais fácil arrastar-me à luz da melancolia. É muito mais fácil e muito mais familiar, envolver-me no xaile da melancolia, da nostalgia de outros tempos, da saudade de gente ida... da saudade de tempos idos...

Muitos não entendem os meus súbitos suspiros. Não entendem o meu olhar perdido no horizonte. Não sabem o que queima dentro da minha alma. Não sabem que, antes do amor às pessoas e a uma liberdade, vem o amor ao meu país e à saudade, não sabem que eu sou... sou o triste dos mais tristes, sem grandes alegrias, sem ter grandes motivos para rir. E eu rio. Rio muito. Gracejo bastante. Mas não é o que sinto.

E sentir foi das piores maldições que me impuseram. 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D