Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O fumo do meu cigarro

Apenas um outro blog

O fumo do meu cigarro

Apenas um outro blog

Os incêndios ainda não morreram...

Outubro 20, 2017

Bruno

Não costumo debater ideias ou acontecimentos da actualidade. Contudo, após o que já escrevi aqui e noutros blogs e mesmo no Facebook, este foi um assunto que me tocou particularmente. Não apenas por ter tido o fogo perto da minha terra, na qual não moro, apesar da imensa vontade, reforçada pelo terrorismo do passado fim-de-semana.

Não costumo debater ideias ou assuntos da actualidade, mas está a assustar-me a possibilidade de novos incêndios. Já tinha visto, na meteorologia do telemóvel, que as temperaturas iam subir, mas tenho visto o justificado alarmismo na televisão, com a nova subida das temperaturas até aos 30° C. Estamos em Outubro, isto não é normal. Assim como não é normal termos mais de 500 incêndios num dia, sem meios suficientes para os combater. Tal como não é normal o estado em que o país ficou, tendo as pessoas  já esquecido, aparentemente... exceptuando quem tudo perdeu, quem perdeu alguém, quem esteve na iminência disso mesmo.

Não consigo relaxar. Já de natureza, ando sempre ansioso, irritadiço. Agora, menos ainda.

Esperemos que haja qualquer tipo de preparação para ainda eventualidade de haverem novos incêndios. Esperemos que o Governo não se mantenha numa letargia tal, que nada faça e morram mais não sei quantas pessoas, ardam as poucas florestas que nos restam e mais umas quantas habitações. 

Disse e repito, exijo que não se esqueça, como será impossível de esquecer, que se trate disto como um assunto de terrorismo e que se faça a prevenção para tal.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D