Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O fumo do meu cigarro

Apenas um outro blog

O fumo do meu cigarro

Apenas um outro blog

Mentiroso

Julho 10, 2016

Bruno

Não me procurem nas noites de festa. 

Não me procurem nas ruas. 

Não me procurem num dia de sol. Nem à chuva. 

Não me procurem num sorriso. 

Não me procurem entre as gentes. 

Não me procurem numa casa vazia. 

Não me procurem. 

Podem encontrar-me. Podem gostar (ou não! ) do que encontrem. 

Não quero mais. Não quero proximidade. Não quero gentes. Não quero mais vida louca, não quero mais vida boémia. Não quero uma casa, nem uma rua. 

 

Tequila. 

O remédio para a alma e para o tédio. 

Onde se encontram os mortos e os vivos, os alegres e os tristes, os solitários e os que nunca se sentem sós. 

Onde acaba o mundo e onde começa a vida. 

 

Não me procurem. 

 

No fundo da garrafa de Tequila, estará a minha alma e o meu coração. 

Um cigarro ou uma ganza. 

 

Quero mais de tudo. De todos. 

Quero mais. 

E não quero nada. 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D