Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O fumo do meu cigarro

Apenas um outro blog

O fumo do meu cigarro

Apenas um outro blog

Mark Salling: pedofilia e suicídio

Janeiro 31, 2018

Bruno

Alguém que tenha visto ou acompanhado a série "Glee"?

Ontem, ao ver o Facebook, deparei-me com a notícia de que um dos actores dessa série morreu. Ao que tudo indica, foi suicídio por enforcamento. Acontece que Mark Salling tinha sido apanhado na posse de centenas (ou milhares) de ficheiros com arquivos pornográficos de teor pedófilo: acusado e tendo assumido a culpa dos factos, uma sentença estaria para sair. Mark Salling suicidou-se por enforcamento e, enquanto o assunto do suicídio toca-me particularmente (depressão, com tendências auto-mutiladoras e muitos, muitos devaneios suicidas), a parte da violação também. E torna-se, especialmente, grave, quando se trata de crianças. 

Depois de ler esta notícia, avancei para o Twitter, onde consigo sempre acompanhar noticias em tempo real e tudo o que se fala. Lá, várias pessoas, das quais eu faço parte, diziam que ele matou-se tardiamente. Outras pessoas, chegam ao cúmulo de dizer que o "homem" cometeu um erro (desculpem?) e que merece respeito na hora da morte, que nenhum suicídio deve ser celebrado. Sinceramente, por muito que a pedofilia possa ser considerada um transtorno mental, não consigo deixar de sentir uma pontinha de felicidade ppr haver menos um predador de crianças à solta (ok, admito, estou feliz demais). Não consigo suportar a ideia de que hajam pessoas que, do alto da sua suposta sanidade mental, ainda consigam desculpar actos tão vis como a pedofilia, a posse e a distribuição de pornografia infantil, tentando amenizar estes actos, só porque é um actor "rico, bonito, bem sucedido". Na minha mente, por muito que eu seja compreensivo para com o suicídio, tentando o máximo para ter acessível a ajuda a quem dela precise, e não sentir uma pontinha de felicidade por saber que há um monstro a menos no mundo, mesmo que a saída escolhida tenha sido trágica, tudo por se acobardar e fugir à pena.

As pessoas que defendem ou tentam amenizar estes actos, mesmo que usem a desculpa de que "estão tristes pela personagem" e não desculpem os actos vis do actor, as pessoas que dizem que é um mero "erro" do mesmo, não devem, na minha humilde opinião, ter filhos e, se os têm, puta que pariu, que tipo de pais serão! Concordo que o suicídio é algo que não deve ser celebrado, mas em casos destes: é pouco e, na maioria dos casos, tardio. E é em casos destes, que eu vejo que a pena de morte faz falta. Sinceramente. 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D