Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O fumo do meu cigarro

Apenas um outro blog

O fumo do meu cigarro

Apenas um outro blog

Imagina

Novembro 06, 2017

Bruno

Imagina.

Imagina só o silêncio, de uma cidade vazia. Imagina o teu coração a preencher uma sala. O som do teu coração, a única coisa que rasga o silêncio infinito da tua alma, que grita sem gritar, que chora sem chorar, que sofre sem sorrir.

Imagina, como se o mundo não fosse mais que uma coisa imaginada, como se não existisse qualquer outra coisa para lá disso que imaginas. 

Imagina, de olhos fechados, a praia deserta, sob o sol de Inverno. O som do mar. O cheiro. Agora, não é uma praia, mas sim um penhasco, sem sol, num dia de tempestade. O mesmo mar, furioso contra as rochas. Cabo.

Imagina como seria amar, pegar numa mão quente e colocá-lá sobre o teu peito, para que sentisse o teu coração. Mas o teu coração está mais morto que as estátuas de pedra, que o tempo não destruiu (ainda), a mão está fria e tudo isso é uma imensa mentira.

Imagina que o mundo era feito de coisas boas e verdades. Imagina aqueles caminhos da tua infância, aquela passagem coberta de silvas, aqueles olhares e aquelas vozes, que em tempo eram sinónimo de felicidade, que são sinónimo de saudade. 

Imagina se fosses apenas pó, levado pelo vento, beijando todas as faces deste mundo.

Imagina.

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D