Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O fumo do meu cigarro

O fumo do meu cigarro

02
Abr17

...

Bruno

Às vezes, passo tempos sem escrever. Outras vezes, tento forçar a que saia a escrita. E, depois, há aquelas vezes em que escrevo imensamente, sem querer saber se faz sentido ou não, se soa bonito ou feio... Escrevo despreocupadamente, porque me sabe bem e porque tenho muito mais a dizer, do que aquilo que consigo exprimir enquanto falo, porque tenho uma urgência em fazê-lo, sabendo que as minhas ansiedades espalham-se por ali.

Escrever em tempos de angústia, tem sido muito libertador, tem sido uma fuga preciosa. Hoje, escrevo porque a ansiedade da mudança já passou, mas deixou qualquer coisa deslocada cá dentro.

Sabe bem quando a escrita flui facilmente. 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D