Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O fumo do meu cigarro

O fumo do meu cigarro

12
Mar17

...

Bruno

Procuro entender. Sei-me de cor.

Não há hora que não seja consumida por alguma ansiedade. Não há esquina que não seja ocupada pela minha estranha presença. 

Eu sou. Mais. Maior.

Gosto. Gente. Almas puras.

Há dias em que o desespero é tanto, que não sei aquilo que escrever. Há dias em que o sentimento é tanto, bom, que não sei como descrever.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D